24 maio 2010

O sonho

Sempre disse, desde pequenina, que quando crescesse queria ser médica ou peixeira (sim, eu sei, não tem nada haver). Consoante fui crescendo os meus sonhos e anseios foram mudando e a meta já não era a mesma, APENAS queria que quando fosse grande fosse também FELIZ. (sim, era sóóóóó isso que pedia).
Hoje mais uma vez tudo mudou e já não peço para EU ser feliz mas sim que ELA, a minha fadinha, seja sempre muito feliz.  Eu sei que está tudo directamente ligado mas para mim a felicidade é um estado cuja causa é multifactorial e quase inantigível, uma utopia em que se pensarmos bem o que temos são uma cadeia de momentos felizes e não um estado permanente de felicidade plena,
Hoje eu abdicaria de todos esses momentos felizes só para ELA o ser na sua plenitude, só para ELA ter sempre tudo aquilo que merece e precisa para manter aquele calorzinho no coração que nos faz sorrir de felicidade.
Ontem olhei para ELA e vi como está a ficar crescida, vi como brincava com: o amiguinho; com a kika (a cadelinha); com a areia; a terra; as flores.  Vi como estava contente, vi como estava feliz e vi como hoje tudo só faz sentido ao vêr aquele sorriso de quem tem o coração "quentinho", o sorriso e o brilho nos olhos de quem é feliz.
No que depender de mim, meu amor, estarei sempre aqui para te ajudar a encontrar os caminhos da felicidade. 

2 comentários:

Tania e Santi disse...

ai esta o grande desejo e obrjectivo desta tb mamã...

marigold disse...

Li e fiquei com a lágrima no canto do olho, como é que uma perfeita desconhecida e tão longe de mim, consegue verbalizar exactamente o que sinto? Isto de ser mamã é realmente do melhor que há no mundo!! Que os principes e princesas que nos enchem o coração de luz e amor sejam sempre felizes :)

Beijinhos nossos
Joana e Dinis